28 de set de 2009

Commitment




Ele sorriu. Aquele riso contido de canto de boca numa sinceridade tímida que as vezes até assusta de tão honesto. E ficou ali rindo e olhando como se fosse bobagem, mas era bem sério e nem se sabia o porque. Ele sorriu e pegou na mão dela daquele jeito que dizem que serve pra passar segurança de que ele tava ali, mas Ela tão segura de si nem notou, o riso, nem a mão, nem o canto da boca. E ficaram ali, rindo assim sem notar a mão que corria pegando em cada poro latente da pele. Ela não estava pronta, ele também não, e isso não fazia muita diferença. O cabelo bagunçado preso num coque sem forma fazia do momento mais bonito, ou era o momento que fazia o coque mais bonito. A ordem dos fatores não alterava o produto, e era tudo assim tão bonito e sincero feito uma daquelas pinturas do Monet tentando gravar a luz do jardim dos fundos de sua casa.

Nada ali fazia muito sentido, e não era pra fazer mesmo. A felicidade saltava como bolhas de cava numa autêntica sangria espanhola com direito a dançarinas de flamenco e toureiros vestidos de vermelho e ouro. O sol brilhava forte, e ela pegou os óculos escuros pra proteger os olhos do sol. Ele também. As mãos continuavam juntas, e juntas seguiram estrada adentro sem se importar com o que se passava fora. Estavam juntos, mas seria junto mesmo ? Ou aquele junto sem compromisso que some depois de um certo tempo, ou um certo momento, ou uma certa pessoa. Ela tava cansada daquele junto separado, e não queria se envolver. E vinha o sorriso, o canto de boca e mão percorrendo todos os poros, e ela ali sem saber o que fazer.

11 comentários:

Andrii ♥ disse...

Ai achei tanto fofinho '_'
Foi você que escreveu ou achou na net!?
A parte que eu mais gostei foi "O cabelo bagunçado preso num coque sem forma fazia do momento mais bonito, ou era o momento que fazia o coque mais bonito."

Amei *_* Beijos

Vi disse...

fui eu quem escrevi sim, esse e todos os outros textos :)

Guilherme Lombardi disse...

muito fofo e bom o seu texto, parabéns!

Zulluh disse...

Ó, Duvida cruel!!! Estaríamos mesmo juntos??? Essa deve ser a principal pergunta hoje em dia, não? "Tamos ou não tamos?" rsrsrsrs
Muito bom. Arrume o coque e siga a vida. Lúdico!!!
Sucesso p vc!!!

http://subversoz.blogspot.com/2009/09/agita-cantareira-uma-noite-frustrada.html

Alisson disse...

Eu senti até o cheiro da paisagem, obrigado viu?

see you.


---------
http://dacordasuapaz.blogspot.com

@Filipe_e - Soda Hype disse...

Muito fofo mesmo *-*

Super adorei xD

Blackout Show disse...

Muito bonito,
parabéns, você escreve divinamente.

Manoel Leonam disse...

Eles não estavm prontos pra que? acho que faltou um pouco de sexo... quer dizer, é o que eu acho...
Ta bem escrito, apesar de não fazer meu gênero, tem futuro esse site aqui.

Vi disse...

O próprio texto responde, não fazia muita diferença estar ou não estar pronto, porque a gente nunca tá pronto mesmo. Quanto ao sexo, fica nas estrelinhas ;P

Mima disse...

lindo seus textoos!!!
gosteii mt daki!!
tô seguuindo e estarei aki sempre!!

beijos

nilmamoura.blogspot.com

Gustavo disse...

:D